Rio de Janeiro registra mais mortes do que nascimentos em seis meses consecutivos | no exterior

Rio de Janeiro, a segunda cidade mais populosa do Brasil, registrou 36.437 mortes em março. Isso é 16% a mais do que o número de nascimentos na cidade. Ryo percebeu esta triste situação pelo sexto mês consecutivo. Em pelo menos dez outras cidades brasileiras habitadas por pelo menos meio milhão de pessoas, mais pessoas morreram no mês passado do que nasceram. Claro que isso tem algo a ver com a Covid-19.




O Brasil foi duramente atingido pela pandemia Corona. Novas variantes mais contagiosas surgiram, fazendo com que os números disparassem. O fato de algumas pessoas não levarem a sério quando se trata de respeitar o distanciamento social também não ajudou. Os governos estão lutando para controlar a epidemia no país. Isso também pode ser visto na relação negativa entre as taxas de natalidade e mortalidade.

De acordo com uma contagem da Universidade Johns Hopkins, 77.515 pessoas morreram de Covid-19 no Brasil no último mês. No mesmo período, o país registrou mais de 2 milhões de novos casos. Dos 26 estados brasileiros e uma região federal, apenas três já atingiram uma taxa de ocupação de 80% ou mais em unidades de terapia intensiva hospitalar.

Uma mulher coloca uma rosa em um colchão para simbolizar as vítimas do COVID-19.

Uma mulher coloca uma rosa em um colchão para simbolizar as vítimas do COVID-19. © Agence France-Presse

A campanha de vacinação também é lenta no Brasil. 21,1 milhões dos 210 milhões de brasileiros receberam pelo menos uma injeção. Pelo menos 1,5 milhão deles já receberam uma segunda injeção, mas ainda estão esperando por ela.

O presidente Jair Bolsonaro foi atacado por sua infeliz abordagem ao Coronavirus em seu país. Ele próprio contraiu o vírus, mas sempre reduzia o risco. Ele a chamou de “gripe”. Ele acredita em vacinas e recentemente contatou a Rússia sobre um possível acordo sobre uma vacina SputnikV. Ao mesmo tempo, ele continua a insistir que a economia deve ter precedência sobre as medidas rigorosas do coronavírus. Na semana passada, ele disse que nunca aceitaria um bloqueio nacional para conter o vírus. “Em que país do mundo não houve mortes?” “Infelizmente, pessoas estão morrendo em todos os lugares”, disse Bolsonaro.

Veja também:

READ  A polícia de Ohio atirou em uma garota negra de 16 anos que foi morta

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

guiadigital.info