Abril 14, 2021

guiadigital.info

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais no Guia Digital.

O Rt de Portugal está estável em 0,91 com os casos ativos dando um novo mergulho

As preocupações sobre a taxa de Rt (transmissão) de Portugal ‘engatinhando para cima’ diminuíram um pouco hoje porque está ’em vigor’, a última ‘muito positiva’ Boletim Emitido pela DGS Health Authority.

Hoje, o número de pessoas nos hospitais é inferior a 700.

Ainda há 154 pessoas na UTI, mas isso é muito menor do que os especialistas prevêem no ‘final do mês’ – o número de novas infecções que poderiam ajudar a prevenir qualquer ‘salto’ adicional quando as eclusas metropolitanas de 10 dias entrarem em vigor.

Como tal, o número de novos casos nas últimas 24 horas é de apenas 423 – novamente a maioria em Lisboa / Vel do Tejo (+182), seguido do Norte (+126), seguido dos números mais baixos em toda a parte: Alcorve +22 novos casos, Allendezo +17, Açores +9 e Madeira +8.

Nove pessoas morreram nas últimas 24 horas após um teste positivo para Govt-19.

O número de casos ativos caiu agora para 31.948 – o menor número desde outubro e quase 200 nas últimas 24 horas – e 610 pessoas devem ter se “recuperado” após um teste positivo para o vírus.

O número de cidadãos com teste positivo para Govt-19 desde o surto é agora de 819.210. Ao todo, morreram 16.814 pessoas, a maioria delas na casa dos 80 (mais de 11.000) e 70-79 (cerca de 3.500). A taxa de mortalidade é superior a 2% (para ser exatamente 2,05%).

A taxa de incidência em Portugal (os especialistas sublinharam que 120 casos por 100.000 não podem ir) é de 77,6 casos (tomando as regiões autónomas da Madeira e dos Açores) – ou 67,7 casos por continente.

Espera-se que os membros do Parlamento aprovem outro estado de emergência esta tarde para dar início a 1 de abril a 15 de abril – desta vez, um limite foi escrito às custas dos testes ‘faça você mesmo’ para o Govt-19. Luca explica que seu objetivo é combater a “especulação e o entesouramento” (o que inclui o ‘pânico de compra’)

Outra mudança no texto do despacho diz respeito ao “tratamento dos dados pessoais para efeito de reserva de vacinas”. “Pode haver um lugar para tratar os dados pessoais na medida do necessário para estabelecer contatos de vacinação entre os serviços de saúde e os serviços municipais ou paroquiais”, escreveu o presidente Marcelo.

[email protected]