O professor que foi demitido por supostamente se masturbar …

© Shutterstock

Um professor da Fordham Catholic University em Nova York está processando a instituição educacional para contestar sua demissão. Dizem que Howard Robinson (68) se convenceu durante uma conversa sobre o Zoom com um estudante. Ele responde a esse absurdo e, para prová-lo, apresenta detalhes íntimos atraentes.

Fonte: telégrafo

Foi a estudante Andrea Morin quem capturou a cena do vídeo. A filmagem mostra o professor Howard Robinson se masturbando em 10 de setembro de 2020. Maureen descreve em documentos judiciais que viu seu professor “da cintura para baixo e o observou por um minuto e meio, enquanto ele tremia, respirou fundo e ‘oh e um ** k sim, ‘”aspas New York Post.

descanso

A cena ocorria quando os alunos eram encaminhados para as chamadas “salas de descanso” ou salas virtuais. A aluna Maureen havia desligado a câmera sozinha, porque estava doente. Ela filmou o que viu com seu telefone celular e apresentou um relatório no mesmo dia. Uma semana antes, o professor havia enviado um e-mail para ela perguntando “como vai” e dizendo que estava “pensando nela”.

Robinson disse que alegar se masturbar era “virtualmente impossível”. A disfunção erétil e a baixa testosterona significam que ele “dificilmente consegue uma ereção ou se masturba”.

Lugar, colocar

O que é mostrado no vídeo não é masturbação, mas retarda a micção. Robinson – que afirma ter uma próstata aumentada e outros problemas médicos – estava terminando um e-mail recente para enviar um PowerPoint e queria suprimir o desejo.

Seu advogado escreveu que ele “sorriu e abaixou o peso na cadeira enquanto corria para enviar um e-mail para sua classe antes que pudesse se libertar”.

O professor foi demitido prontamente e não teve permissão de explicar o que aconteceu, diz ele em documentos judiciais. A universidade ainda não respondeu.

processo privado

Maureen não foi aprovada no curso de Robinson, de modo que – apesar de um bom GPA 7,04 – ela perdeu sua bolsa de estudos e não conseguiu se formar a tempo, alega a estudante em seu processo contra a escola. Seus advogados dizem que o atraso também significa que ela perderá uma promoção em seu emprego atual.

READ  A Turquia convida embaixadores de dez países ocidentais para ...

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

guiadigital.info