O primeiro-ministro de língua francesa, Giuliot, aponta a responsabilidade dos flamengos pela quarta onda: “O campeão mundial de vacinação queria flexionar os músculos”

Pierre-Yves Giholet (MR) © BELGA

O Primeiro-Ministro da Comunidade Francesa, Pierre-Yves Giholet (MR), indicou na quarta-feira a responsabilidade que Flandres teve no recente renascimento da pandemia na Bélgica. Segundo ele, Flanders “limpou os pés pelas regras”.

GVfonte: Belga

Durante um debate no parlamento competente sobre o endurecimento das medidas de saúde após o último comitê consultivo, Pierre-Yves Gihulet denunciou veementemente a escolha feita em Flandres no final do verão para suspender as medidas básicas de saúde.

No norte do país, “as pessoas às vezes queriam flexionar os músculos porque eram os ‘campeões mundiais de vacinação'”, segundo Gihulet. “O fato de estarmos nesta situação hoje pode ser porque deixamos de usar a boca máscara e não seguimos as regras. Essa é a realidade hoje! disse o liberal, que foi recebido com aplausos.

Críticas de Gambon

Sem citar nomes, Gihulet também disparou algumas flechas na direção de seu homólogo flamengo Jan Jambon, acusado de “explorar” o comitê consultivo. Embora outra reunião do comitê consultivo esteja marcada para a próxima semana, Jeholet se recusou a comentar sobre algumas esperanças de uma flexibilização rápida das medidas de saúde. “Não creio que seja esse o caso”, alertou.

A prioridade de Jeholet será reabrir totalmente as escolas a partir do início de janeiro, “mesmo que isso signifique usar uma máscara nas aulas até o final de janeiro”. Não são esperadas mudanças significativas para outros setores afetados. Seria um erro pensar que reabriremos tudo na próxima semana. Já a decisão de limitar o público nos cinemas a no máximo 200 pessoas, poderá ser objeto de revisão, segundo Giullet, levando em consideração o tamanho das salas.

READ  Governo federal chega a acordo sobre a mais recente extensão de medidas de apoio

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

guiadigital.info