Abril 14, 2021

guiadigital.info

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais no Guia Digital.

GPS português Marcado para 2 de maio, F1 permitiu espectadores confiantes

PORTIMAO, Portugal (AP) – O Grande Prémio de Portugal terá lugar no dia 2 de maio e a Fórmula 1 espera que alguns adeptos possam comparecer.

É incerto se eles terão permissão para entrar no circuito de Portimavo em meio à infecção pelo vírus corona e, se o fizerem, poderá desencadear outro revés geral, mas a F1 disse que trabalhará com o anunciante e o governo português para mostrar uma solução.

“Esperamos receber os fãs de volta a Portimão de maneira segura nesta temporada”, disse o presidente da F1, Stefano Dominicali, em um comunicado na sexta-feira.

No ano passado, o Circuito de Portimão, na região sul do Alcarve, acolheu a corrida de F1 pela primeira vez em 25 anos. O piloto da Mercedes, Lewis Hamilton, teve 27.000 espectadores para assistir à história da F1 com sua 92ª vitória. Ganhou o sétimo título de F1 para equilibrar o recorde de Michael Schwamcher.

Mas permitir que muitos fãs se reunissem no meio da epidemia no evento do ano passado gerou protestos em Portugal, e o governo português está temeroso de aliviar o atual bloqueio do país, depois de passar várias semanas com a população mais afetada do país recentemente.


Paralelamente, as autoridades portuguesas fazem questão de trazer turistas, em especial às praias algarvias, neste verão.

“Realizar eventos importantes no nosso país é muito importante para elevar Portugal como destino turístico e promovê-lo internacionalmente”, afirmou Rita Marks, Secretária de Estado do Turismo de Portugal. “Por isso, esperamos o regresso da Fórmula 1 a Alcarve em 2021.”

Espera-se que o bloqueio de Portugal dure pelo menos depois do fim de semana da Páscoa – um mês antes da corrida de F1 – e então relaxe gradualmente.

READ  O Tribunal Europeu dos Direitos do Homem rejeita cinco queixas contra Portugal

A F1 começa no dia 28 de março no GP do Bahrein, onde os visitantes poderão entrar caso tenham sido vacinados ou possam provar que se recuperaram.