Espera-se que mais de 5.000 participantes compareçam à demonstração do setor cultural em Bruxelas: “Sentimo-nos muito direcionados”

Trabalhadores da cultura e simpatizantes do setor cultural se reúnem no domingo, às 14h, no Mont des Arts, em Bruxelas, para protestar contra as novas medidas decididas pelo comitê consultivo. A partir de hoje, os corredores da cultura terão que ser abertos novamente, o que vai contra a opinião científica do grupo de especialistas do GEMS. São esperados vários milhares de manifestantes.

O pódio é central no domingo durante uma demonstração estática do setor cultural em Kunstberg. Inicialmente, o protesto ocorreria em Muntplein, mas foi transferido para Kunstberg “devido ao sucesso”. Mais de 5.000 pessoas vão participar, segundo estimativas dos organizadores e da polícia.

Haverá palestras de pessoas do amplo setor cultural e, claro, apresentações em palco aos domingos. Entre outros, o ator e diretor de teatro Stanny Kretsch, diretor artístico da Koninklijke Flemsey Schaubourg (KVS) Michael de Kock, diretor da Opera des Monts Peter de Calloy e diretor de Charleroi d’Anne Posini se dirigem à multidão. Os dançarinos de Anne Teresa De Keersmaeker, o cantor e compositor Meskerem Mees e muitos outros oferecem intervenções artísticas.

A demonstração visa destacar a desigualdade e irracionalidade das regras. Depois de dois anos de impasse, essa é uma mensagem muito importante ”, explica a organizadora Catherine Vermeer. É um convite caloroso que podemos reabrir, pois já investimos e desenvolvemos muito para isso. Nos sentimos muito direcionados, diz ela. .

O setor cultural pede um encontro tranquilo e exige que todos usem máscara e mantenham a distância necessária.

READ  Novo filme de Star Wars adiado até novo aviso | Filme

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

guiadigital.info