China registrou dois novos casos de gripe aviária H5N6 em humanos

Mais duas pessoas na China continental testaram positivo para o vírus da gripe aviária H5N6, disseram autoridades, elevando o número de casos relatados para oito este mês. O recente aumento no número de casos humanos levou a pedidos de aumento da vigilância.

O Ministério da Saúde de Hong Kong disse em comunicado que recebeu notificação de dois casos adicionais de pessoas nas províncias de Sichuan e Zhejiang. Ambos os casos ocorreram no início deste mês, mas as autoridades locais não divulgaram imediatamente.

O primeiro caso, um homem de 68 anos de Langzhong, na província de Sichuan, adoeceu em 3 de janeiro e foi levado para um hospital local no dia seguinte, onde permanece em estado crítico. Não se sabe como ele se machucou.

O segundo caso é uma mulher de 55 anos de Hangzhou, província de Zhejiang, que adoeceu em 6 de janeiro após ser abatida. Ela foi internada no hospital distrital em 9 de janeiro e permanece em estado crítico.

Desde o primeiro caso confirmado em 2014, apenas 67 pessoas foram infectadas com a gripe aviária H5N6, mas mais da metade foi relatada nos últimos seis meses. Oito casos foram relatados até agora este ano, incluindo duas mortes.

Clique aqui para obter uma lista de todos os casos humanos até o momento.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o vírus H5N6 é conhecido por causar doenças graves em pessoas de todas as idades, matando quase metade dos infectados. Não houve casos confirmados de transmissão de humano para humano, mas a mulher que testou positivo para o vírus no ano passado negou ter entrado em contato com aves vivas.

READ  Mensen met immuunstoornis langdurig beschermen tegen corona is maatwerk

“A tendência crescente de infecção humana pelo vírus da gripe aviária se tornou um grande problema de saúde pública que não pode ser ignorado”, disseram pesquisadores em um estudo publicado na China pelo CDC em setembro. O estudo revelou várias mutações em dois casos recentes de gripe aviária H5N6.

Thijs Kuiken, professor de patologia comparativa do Centro Médico da Universidade Erasmus, em Roterdã, expressou preocupação com o crescente número de casos. “Esta alternativa pode ser mais contagiosa (para humanos)… ou atualmente há mais vírus em aves, então mais pessoas estão infectadas”, disse Quicken à Reuters em outubro.

No início daquele mês, um porta-voz da OMS disse que o risco de transmissão de humano para humano permanecia baixo porque o H5N6 não havia adquirido a capacidade de transmitir continuamente entre humanos. No entanto, o porta-voz acrescentou que há uma “necessidade urgente de mais monitoramento” para entender melhor o número crescente de casos humanos.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

DETRASDELANOTICIA.COM.DO PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
guiadigital.info