Chega de verde no mapa corona europeu

Nenhuma região europeia ainda está verde no mapa corona. A Comissão Europeia propõe-se actualizar as condições de viagem e ter em consideração a cobertura vacinal na confecção do cartão. A Bélgica fica vermelha escura, assim como a Holanda.

Agora que a Europa está totalmente nas garras da quarta onda do Corona, a Comissão Europeia quer atualizar as condições para viagens dentro da União Europeia. Qualquer pessoa que não foi vacinada ou se recuperou recentemente da Covid-19 deve ser isolada em qualquer caso ao viajar para ou de uma zona vermelho escuro. A proposta ainda não foi aprovada.

A Comissão sugere também que o Centro Europeu para a Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) tenha agora em conta a cobertura de vacinação local ao colorir o mapa Corona semanal. O número de novos casos corona confirmados deve então ser comparado com a proporção de pessoas vacinadas.

Além disso, a autoridade propõe um período de validade padrão para os certificados Corona de nove meses (após o primeiro ciclo de vacinação). Ele leva em consideração as diretrizes do ECDC, que recomendam uma vacina de reforço após seis meses, e acrescenta três meses para dar aos cidadãos a chance de receber uma dose extra. Concretamente, isso significa que os Estados membros devem continuar a aceitar os diplomas uns dos outros por até nove meses após o primeiro ciclo.

Holanda: vermelho escuro, possivelmente fechado

Taxa de ocorrência: 1396

Imunizações completas: 68,8%

A Holanda registrou mais de 20.000 novas infecções nas últimas 24 horas. A quimioterapia e os transplantes de órgãos já foram interrompidos em alguns hospitais para dar lugar a novos pacientes da Covid na terapia intensiva.

A coletiva de imprensa do coronavírus foi adiada de uma semana para sexta-feira. O fechamento estrito não pode ser descartado.

READ  Peregrinos imunes começam o Ramadã em Makkah

Agora um metro e meio já é obrigatório, e há um “fechamento parcial”. A hospitalidade e os supermercados devem fechar às 20h e as lojas não essenciais às 18h. Trabalhar em casa é obrigatório e os holandeses podem convidar no máximo quatro pessoas por dia. As visitas culturais só são possíveis em uma sede permanente, após a exibição do Corredor Corona.

França: vermelho, definitivamente sem fechamento

Taxa de ocorrência: 281

Imunizações completas: 69,4%

Mais de 20.000 infecções foram contadas na França na quinta-feira. O governo anunciou novas medidas na quinta-feira. Isso inclui uma injeção de reforço obrigatória para aqueles que desejam manter a passagem da coroa. O ministro da Saúde, Olivier Veran, disse que a injeção pode ser aplicada cinco meses após a segunda vacinação e estará disponível para todos os adultos com 18 anos ou mais. Para receber todas essas injeções, mais postos de vacinação estão sendo abertos.

Além disso, a França manterá o cartão Corona obrigatório em restaurantes e outros locais públicos. As máscaras faciais são obrigatórias nas feiras de Natal e nas feiras de Natal. Recomenda-se trabalhar em casa.

Sobre a vacinação de crianças, Ferran disse que isso acontecerá em 2022, no mínimo.

Alemanha: vacinação vermelha obrigatória?

Taxa de ocorrência: 733

Totalmente imune: 68 por cento

Mais de 50.000 novos testes positivos foram relatados quinta-feira. Os hospitais afirmam que em breve terão que escolher unidades de terapia intensiva.

Os profissionais de saúde já precisam ser vacinados. Alguns estados não permitem mais a entrada de pessoas não vacinadas em restaurantes, museus e outros locais públicos. Este também é o caso em Berlim.

Haverá uma discussão sobre a vacinação obrigatória de toda a população. E o futuro conselheiro Olaf Schultz já indicou que está aberto a isso. O que também está em jogo na Alemanha é a base 3G no transporte público. Apenas aqueles que foram vacinados recentemente, se recuperaram ou tiveram resultados negativos, podem embarcar no trem e no ônibus.

READ  A blogueira americana Gabi Pettito morreu sufocada, apenas ...

Itália: pista laranja-vermelho, super verde

Taxa de infecção: 173

Imunizações completas: 72,9%

Na Itália, uma média de 10.000 novas infecções são relatadas todos os dias. O governo de Mario Draghi introduziu o “corredor super verde” na noite de quarta-feira. Isso significa que quem não foi vacinado ou se recuperou recentemente não poderá entrar em restaurantes, cinemas, teatros, discotecas ou estádios.

Os tiros de apoio estarão disponíveis para maiores de 18 anos, sendo que o terceiro tiro será obrigatório para professores, oficiais e militares. Esta obrigação já se aplica ao pessoal de saúde.

A Itália espera ser capaz de evitar um bloqueio com isso. “Espero que tenhamos um feliz aniversário, certamente será o caso das pessoas que foram vacinadas”, disse Draghi.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

guiadigital.info