Capa do álbum Baby Nirvana apresenta nova queixa ao juiz

Spencer Elden, o homem que apareceu nu quando bebê na capa do álbum Nirvana Nevermind há mais de trinta anos, apresentou uma nova queixa no tribunal da Califórnia contra a banda de rock americana por exploração sexual. Dez dias atrás, um juiz rejeitou o caso de Elden porque ele esperou muito tempo para responder às perguntas do advogado da banda.

fonte: Belga

No entanto, o juiz também deu a Elden a oportunidade de abrir um novo caso dentro de dez dias. Isso é o que Elden e seus advogados fizeram agora.

Elden, 30, quer pagar US$ 150.000 em danos à banda (mais de 130.000 euros), porque ele foi retratado nu quando criança na capa mundialmente famosa do álbum Never Mind de 1991. De acordo com Elden, há pornografia infantil porque ele era muito jovem para obter permissão na época. Diz-se que sua aparição nua na capa do álbum lhe causou “extrema angústia emocional”.

Advogados de membros sobreviventes do Nirvana e parentes do cantor e guitarrista Kurt Cobain, que morreu em 1994, já haviam argumentado no tribunal que Elden “abusou de sua fama como criança do Nirvana três décadas atrás”. Elden recriou a imagem várias vezes e teve o título do álbum tatuado no peito. Além disso, o prazo de prescrição das acusações expirou, disseram eles.

READ  Uma noite cheia de paixão e vibrações positivas: os últimos ingressos para 'Belgium's Got Talent' foram distribuídos | televisão

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

guiadigital.info