Aqueles que têm medo de aranhas têm maior probabilidade de desenvolver depressão | Ciência

Pessoas que sofrem de certas fobias ou medos, por exemplo, de aranhas ou ratos, têm duas vezes mais chances de desenvolver depressão. Eles também são três vezes mais propensos a ter outras preocupações.




Esta é a conclusão alcançada pelo Trimbos Institute com base em pesquisas com Amsterdam UMC. Portanto, não deixa de ser importante, de acordo com os pesquisadores, abordar tais preocupações, que parecem administráveis, desde o início.

Por exemplo, também pode ser algo como medo de altura. 6.646 pessoas participaram do estudo. Seis anos após o início do estudo, todos os 552 participantes que já tinham ou tinham fobia eram mais propensos a ter outro transtorno de ansiedade ou transtorno depressivo maior do que aqueles sem fobia. Isso se relaciona a novos distúrbios que não podem ser atribuídos a outra coisa, de acordo com Trimbos, como abuso sexual ou desemprego.

“Se pessoas com transtornos psiquiátricos – aparentemente inofensivos e facilmente tratáveis ​​- forem detectados e tratados precocemente, transtornos psiquiátricos mais sérios podem ser evitados”, diz o pesquisador Guido Weitzer, da Trimbus.

READ  Antidepressivo contra corona, medidas corona e pressão sobre os cuidados de saúde

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

guiadigital.info