A segunda dose da vacina é permitida após um teste COVID-19 positivo


O Ministério da Saúde do Suriname anunciou, terça-feira, que está oferecendo uma segunda dose da vacina para pessoas que receberam uma dose em vez de duas doses da vacina nos últimos meses, após teste positivo para COVID-19.

A pesquisa mostrou que uma única dose da vacina dentro de 6 meses após a infecção com COVID-19 fornece proteção adequada. Como em muitos países, é recomendado que uma única dose seja administrada a pessoas com teste positivo para COVID-19 4 semanas a 6 meses antes. Este é especialmente o caso à luz da incerteza sobre a quantidade de doses de vacina disponíveis para nossa população.

Pesquisas científicas mostraram que uma dose adicional é importante para fornecer melhor proteção. Já existem doses suficientes da vacina para a população do Suriname. É por isso que uma dose adicional desse grupo foi introduzida no Suriname por recomendação do GTCV (Subcomitê do Comitê Técnico Consultivo sobre Política Nacional de Imunização COVID-19). Até porque a segunda dose agora é necessária para viajar para diferentes países.

A segunda dose será da mesma vacina da primeira dose. A menos que a paciente esteja grávida. Nesse caso, será administrada uma dose de Moderna ou Pfizer. Para a segunda dose, você pode ir ao POC, Zorghotel ou um local próximo, onde a vacina apropriada será administrada a você naquele dia.

Você pode conferir este último no calendário semanal, que você encontra no site ou na página do Facebook do Ministério da Saúde. O pré-registro não é necessário.

Veja também:

READ  O número de mortes por malária está aumentando novamente, e COVID-19 não está ajudando

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

guiadigital.info