A polícia de Ohio atirou em uma garota negra de 16 anos que foi morta

Minutos antes de o ex-policial Derek Chauvin ser condenado pelo assassinato de George Floyd, a polícia em Columbus, Ohio, atirou e matou uma garota negra de 16 anos. O prefeito de Colombo confirmou que os policiais haviam recebido uma denúncia sobre uma pessoa armada com uma faca. “Uma jovem morreu tragicamente”, disse Andrew Ginter.

Os policiais responderam a uma chamada de emergência, dizendo que uma mulher suspeita tentou esfaquear uma pessoa com uma faca em uma casa de saúde em Columbus. Sua tia disse em um jornal local que o suspeito era Macia Bryant, de 16 anos. Os policiais encontraram várias pessoas no corredor da casa e viram a garota atacar outra garota e depois atacar outra pessoa com uma faca. Em seguida, eles abriram fogo contra Bryant, que foi hospitalizado, mas não sobreviveu. Segundo a tia da menina, ela já havia largado a faca antes de a polícia atirar nela, então sua intervenção letal não foi necessária.

Os policiais envolvidos usavam câmeras corporais e o chefe de polícia Michael Woods divulgou as fotos na quarta-feira. O Bureau of Judicial Investigation (BCI) de Ohio lançou uma investigação. “Peço aos cidadãos que mantenham a paz e deixem o BCI reunir os fatos”, disse o prefeito no Twitter.

O jornal noticiou que uma multidão de manifestantes se reuniu no sudeste da cidade, onde ocorreu o tiroteio. Isso aconteceu poucos minutos antes de um juiz de Minneapolis anunciar que um júri havia declarado o ex-policial branco Derek Chauvin culpado pelo assassinato do negro George Floyd.

READ  Rio de Janeiro registra mais mortes do que nascimentos em seis meses consecutivos | no exterior

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

guiadigital.info