A Organização Mundial da Saúde quer que as crianças sejam vacinadas em massa com a vacina da malária

A vacina contra a malária foi desenvolvida em nosso país na sede da farmacêutica britânica GlaxoSmithKline (GSK) em Wavre.

A Organização Mundial de Saúde deu luz verde na quarta-feira para distribuir a única vacina eficaz contra a malária para crianças africanas. A vacina RTS ou S – ou Mosquirix – provou ser eficaz há algum tempo, mas a OMS queria testes adicionais. Em 2019, comecei um projeto piloto em Gana, Quênia e Malaui que envolveu cerca de 800.000 crianças. Cada um deles recebeu quatro doses da vacina.

Embora a vacina tenha prevenido a malária em apenas quatro em cada dez crianças, a Organização Mundial da Saúde acredita que ela poderia salvar a vida de dezenas de milhares de crianças na África Subsaariana a cada ano. “A recomendação de hoje oferece um vislumbre de esperança para o continente que está sofrendo o impacto da doença”, disse o diretor regional Machidiso Moeti na quarta-feira. “Esperamos que mais crianças africanas sejam protegidas da malária e cresçam para se tornarem adultos saudáveis.”

Desenvolvido na Bélgica

A notícia também tem um lado belga. A vacina foi desenvolvida pela farmacêutica britânica GlaxoSmithKline, com sede na Holanda. A vacina é desenvolvida, produzida, embalada e enviada na Bélgica.

“Estou muito orgulhoso em anunciar esta excelente notícia”, disse Jamila Wahid, vice-presidente e chefe de Pesquisa e Desenvolvimento Global da GSK na Bélgica. A brilhante vacina contra a malária RTS, S foi desenvolvida ao longo de décadas por nossos cientistas na Bélgica, equipes e parceiros e pode ser disponibilizada para crianças em toda a África Subsaariana. Este marco tão esperado pode revitalizar a luta contra a malária na região, em um momento em que o progresso foi vacilante. “

READ  Imames, treinadores esportivos e vizinhos costumavam aumentar sua preparação para as vacinas

A GSK se comprometeu a doar 10 milhões de doses da vacina para projetos-piloto e fornecer até 15 milhões de doses anualmente até 2028.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, 94 por cento dos casos de malária ocorrem na África. A doença mata quase meio milhão de pessoas a cada ano, metade das quais são crianças. Especialistas dizem que a malária no continente africano causa mais vítimas do que Covid-19.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

guiadigital.info